GF Noticias

O jogador de futebol Alex Alves morreu nesta quarta-feira as 08h40 em Jaú, vítima de falência múltipla dos órgãos em consequência de uma rara doença chamada “Hemoglobinúria paroxística noturna”.

A doença começou a dar sinais em 2007 e foi avançando chegando ao ponto de no mês passado Alex receber um transplante de medula (medula doada por seu irmão).

Infelizmente seu corpo e a medula não tiveram a aceitação desejável e o órgão transplantado começou a atacar agudamente seu novo hospedeiro.

Doença rara de Alex Alves:

Hemoglobinúria paroxística noturna (ou HPN) é uma anemia hemolítica crônica causada por um defeito na membrana das hemácias. Caracterizada pela presença de hemácias na urina(hematúria). O termo noturno se refere a crença de que a hemólise era causada pela acidose que ocorre durante o sono mas a hemólise ocorre continuamente. Esta doença rara atinge igualmente ambos os sexos. (Fonte: Wikipédia)

Dentre os sintomas estão uma anemia considerada hemolítica e urina de cor escura, causada por presença de hemólise e posteriormente um grau de deficiência medular.

Médicos acreditavam em recuperação de Alex Alves:

Segundo os médicos do hospital a recuperação era senso comum no pensamento deles, pois acreditavam em uma adaptação da medula ao novo corpo, mas segundo eles a recente piora foi desanimando todos até o momento da morte.

“Sabíamos que a recuperação seria longa, mas o tempo todo acreditávamos que a rejeição da nova medula seria superada. Ele apresentou uma piora nos últimos cinco dias, mas até ontem, quando piorou muito durante a madrugada, eu pensei que ele iria conseguir. Ele estava consciente” – Hematologista Mair Pedro de Souza em entrevista ao UOL Esporte.

“Ele brigou heroicamente, foi colaborativo em todos os aspectos, mas teve muitas dificuldades. O transplante foi um sucesso, a medula se recuperou, mas essa mesma medula causou a rejeição ao corpo dele” – Completou Mair

Carreira de Alex Alves:

Alexandro Alves do Nascimento começou sua carreira no vitória onde se destacou no campeonato baiano de 1994, depois foi para o Palmeiras, onde não teve tanto sucesso, passando por pequenos clubes depois, até chegar no Cruzeiro onde teve o grande momento da sua carreira, disputando 114 partidas e marcando 55 gols, virando ídolo total da torcida celeste.

Alex Alves ídolo da torcida do Cruzeiro

Alex Alves ídolo da torcida do Cruzeiro

Depois jogou na Alemanha, no clube do Hertha Berlin, voltando ao Brasil para o Atlético-MG, posteriormente Vasco, vitória, Boavista, Kavala (Grécia) e União Rondonópolis (seu último clube em 2010).

Alex nunca chegou a anunciar sua aposentadoria, mas já planejava um jogo de despedida em conjunto com o grande amigo Vampeta.

Acho que a única forma que temos agora de homenagear esse grande jogador é mostrando o fruto do seu trabalho, seus gols.


Gols de Alex Alves:





Publicidade